insights

Personalidades do mercado: Nassim Nicholas Taleb

17.Setembro.2020

“Nunca confie em alguém que não arrisca a própria pele”

“O aprendizado está enraizado na repetição e na convexidade. Ler um livro duas vezes é melhor do que ler dois livros de uma vez”

Essas frases estão presentes no livro Skin in The Game (em português: Arriscando a própria pele – As assimetrias ocultas no cotidiano), mais recente obra literária do matemático e filósofo Nassim Nicholas Taleb.

Taleb nasceu no Líbano em 1960. Filho de um oncologista e de uma antropóloga, ele passou a infância na pequena cidade libanesa de Amioun. Mudou-se com sua família para a França em 1975, em meio à Guerra Civil libanesa.

No início dos anos 70, ele formou-se em matemática pela Universidade de Paris, onde viria a concluir seu pós-doutorado anos mais tarde, em 1998. Em 1983, mudou-se para os EUA, país onde passou a viver desde então. Naquele mesmo ano, concluiu um MBA na prestigiada Wharton School, vinculada à universidade da Pensilvânia.

Nesta época, Taleb começou a trabalhar como operador de derivativos em Wall Street, onde se destacou e ocupou cargos em importantes instituições, como Credit Suisse First Boston, UBS, BNP Paribas, Indosuez e Bankers Trust (agora Deutsche Bank). 

Em 1999, ele fundou a própria gestora de recursos, a Empirica Capital, que permaneceu em funcionamento até 2005. Em 2006, ele decidiu se afastar do dia a dia do mercado financeiro para se dedicar aos estudos da filosofia e matemática, se tornando um dos principais teóricos de finanças do mundo.

Atualmente, Taleb é professor emérito de economia da Universidade de Nova York, e atua como conselheiro na Universa Investments, uma gestora especializada em mitigação de riscos fundada por Mark Spitznagel, que foi seu aluno e fundou junto com ele a Empirica Capital.

Grandes crises e os Cisnes Negros

Taleb fez fortuna operando em momentos de grandes crises, como na “Segunda-Feira Negra” de 1987.  O dia 19 de outubro daquele ano foi marcado por uma queda histórica das Bolsas norte-americanas – o Dow Jones desabou 22,6% e o S&P500 despencou 20,5%.

Até hoje não há um consenso sobre a causa principal daquele crash das Bolsas nos EUA – que veio a se espalhar pelos mercados acionários do mundo todo.

Na verdade, uma série e fatores são apontados como influenciadores do evento, entre eles as tensões políticas internacionais. Uma semana antes, navios petroleiros dos EUA tinham sido atacados pelo Irã, causando um grande mal estar internacional.

Além disso, há alguns meses já se falava no fim de bull market nos EUA, que durava desde o início da década de 1980 e que tinha valorizado de maneira expressiva principalmente ações do setor de tecnologia. Com os temores de que o mercado de alta estava chegando ao fim, muitos investidores começaram a se desfazer rapidamente dos seus papéis, o que pode ter ajudado a aumentar as perdas naquele dia.

O fato é que Taleb ganhou dezenas de milhões de dólares em meio ao caos que se estabelecia no mercado. Em uma entrevista que deu para a Bloomberg em 2017, ele contou sobre as estratégias que utilizou, em especial o hedge de cauda, que consiste na compra de opções de venda (PUT).

“O dólar estava despencando. Ganhamos muito com contratos de opções dólar/iene. Alguns deles tinham sido comprados por US$ 10.000 e estavam sendo vendidos por US$ 17 milhões”, afirmou.

Ele trabalhava na mesa de derivativos do Credit Suisse First Boston e conseguiu um lucro extraordinário para o banco. “Ganhei US$ 60, US$ 70, US$ 80 milhões”, disse.

Taleb não conta qual foi a sua remuneração exata pelo feito, mas diz que seu bônus foi impactado pelo resultado geral do banco naquela data – já que a maioria dos outros traders teve prejuízo.

“O First Boston me tratou muito bem. O problema é que havia um sistema de compartilhamento dos resultados e todos haviam perdido dinheiro, exceto eu e um outro operador”, disse à Bloomberg.

Um acontecimento como a Black Monday é o que Taleb chamou de Cisne Negro –evento com características altamente improváveis e muito difícil de ser previsto.

A alusão à ave de cor negra remete à história de que, até o final do século XVII, acreditava-se que todos os cisnes tinham a cor branca. Até que um cisne negro foi visto, pela primeira vez, inesperadamente, na Austrália.       

Segundo Taleb, um evento classificado como Cisne Negro possui três características: é imprevisível, ocasiona resultados impactantes e, após sua ocorrência, as pessoas procuram torná-lo menos aleatório e mais explicável.

Outros Cisnes Negros dos quais Taleb aproveitou e ganhou bastante dinheiro foram a bolha das empresas de internet, no início dos anos 2000, e a crise do subprime, em 2008.

No livro “A Lógica do Cisne Negro”, publicado em 2007, ele explica como lidar com esses eventos e tirar proveito deles, assim como ele mesmo faz.

“Se pela manhã você souber com precisão como será o seu dia, você está meio morto - quanto mais precisão, mais morto você está” – Nassim Taleb, em A Lógica do Cisne Negro.

 

O conceito da antifragilidade

Um outro conceito bastante difundido por Taleb é o da antifragilidade.  No best seller “Antifrágil: coisas que se beneficiam com o caos”, publicado em 2012, ele mostra que quando um sistema antifrágil é exposto à desordem e ao caos, ele consegue absorver o choque e reverter a crise a seu favor, retornando ainda melhor.

Já em um sistema frágil, as grandes crises tendem a provocar um impacto irreversível, que faz todo sistema colapsar e ruir.

“A antifragilidade está além da resiliência ou da robustez. O resiliente resiste a choques e permanece o mesmo. O antifrágil fica melhor”. -- Nassim Taleb, em “Antifrágil: coisas que se beneficiam com o caos”.

Uma amostra de como a antifragilidade funciona em meio a cenários caóticos e incertos pode ser vista nos resultados da gestora Universa Investments, em que ele é conselheiro.

No primeiro trimestre deste ano, enquanto os mercados globais desabavam afetados pelo pânico com a pandemia de Covid-19, o hedge fund da Universa registrou valorização de impressionantes 4.144%.

Os principais livros publicados:

 

Arriscando a própria pele: Assimetrias ocultas no cotidiano (Skin in the Game)

Antifrágil: Coisas que se beneficiam com o caos

Iludidos pelo acaso: A influência da sorte nos mercados e na vida

 

A lógica do Cisne Negro

A Cama de Procusto - Aforismos filosóficos e práticos

 

Se você ainda não leu as obras de Nassim Taleb, leia. Depois compartilhe conosco a sua opinião. 

Convex

Receba nossa Newsletter