insights

O Peru de Ação de Graças

28.Novembro.2019

Aproveitando as comemorações do Dia de Ação de Graças, importante data celebrada nos EUA neste dia 28 de novembro, hoje trazemos a metáfora da Falácia do Peru de Ação de Graças e que pode ensinar uma das maiores lições que todo investidor precisa saber.

"Um peru é alimentado por 1000 dias por um açougueiro. Cada dia seria uma confirmação de que os açougueiros adoram os perus? Bom, para a equipe de analistas do peru de ação de graças, que se baseia nos dados históricos, há uma confiança estatística cada vez maior.
 
O açougueiro continuará alimentando o peru até pouco antes do dia de Ação de Graças. E, então, no dia 1001 chega o momento em que não é realmente uma boa ideia ser um peru.
Ao ser surpreendido pelo açougueiro, o peru revisará suas crenças. O peru achava que estava tudo indo bem, sendo alimentado, até o dia em que sem aviso acontece o pior."
 
A partir da história do peru é possível identificar a fonte de todos os erros prejudiciais: confundir a ausência de evidência (danos) com a evidência de ausência.
 
No extremistão, um indivíduo está inclinado a se enganar com as propriedades do passado e entender a história exatamente ao contrário. Os modelos tradicionais abrangem 98% das situações, mas justamente pecam em sinalizar o risco de cauda, ou de uma forma metafórica, o problema do peru, descrito no livro Antifrágil de Nassim Taleb. Por mais otimista que o mercado esteja, é preciso estar de olho, nunca se sabe quando um Cisne Negro acontecerá.

Convex

Receba nossa Newsletter