insights

Como os Indicadores Econômicos de Alta Frequência ajudam a antecipar dados

28.Agosto.2020

Os indicadores econômicos tradicionais, como o Produto Interno Bruto (PIB), Inflação de Preços ao consumidor, Vendas do Varejo, Produção Industrial, entre outros, são indicadores relevantes para análise da economia. No entanto, por serem divulgados muito tempo depois de terem ocorrido, podem não trazer informações suficientes para a tomada de decisões.

No caso do PIB, o problema é ainda maior, já que o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) só divulga meses depois do trimestre de referência. Este ano, por exemplo, o PIB do segundo trimestre (encerrado em junho) será anunciado apenas no dia 1 de setembro.

Dependendo da etapa do ciclo econômico, o processo de escolha dos ativos que farão parte do portfólio de investimentos do investidor pode demandar o uso de ferramentas mais sofisticadas, tornando o uso de indicadores tradicionais obsoletos. 

Uma ferramenta que tem feito parte de análises mais assertivas, são os Indicadores de Alta Frequência, que permitem mensurar a atividade econômica e seus componentes praticamente em tempo real.  

Coletados através de grandes big datas (sistemas inteligentes de bancos de dados), os Indicadores de Alta Frequência cobrem informações-chave da economia, como o comportamento do consumidor, dados do mercado de trabalho e da produção industrial.

Entre os exemplos de dados coletados pelos algoritmos estão os sistemas de pagamentos que computam compras em estabelecimentos, como:

  • açougues;
  • farmácias;
  • varejo em geral;
  • entretenimento;
  • logística;
  • restaurantes;
  • hotéis;
  • cinemas;
  • estações e dados de transporte;

Além disso, os Indicadores de Alta Frequência também são capazes de avaliar:

  • dados de mobilidade;
  • consumo de eletricidade;
  • dados de produção industrial;
  • dados do mercado financeiro;
  • redes sociais e mecanismos de buscas;
  • dados obtidos por satélite e drones (como de empresas como a Orbital Insights e RS Metrics).

Indicadores de Alta Frequência no Visa Ações

O relatório Visa Ações, modelo proprietário da Convex Research, faz a análise de milhares de informações econômicas e dos mercados mundiais, e os Indicadores Econômicos de Alta Frequência compõem o algoritmo.

"Os Indicadores Econômicos de Alta Frequência evoluíram muito nos últimos meses e ampliaram ainda mais a vantagem que eles já tinham em relação aos indicadores econômicos tradicionais e até mesmo aos antecedentes. Ter acesso a essas informações significa acompanhar literalmente o ritmo econômico em tempo real, utilizando até mesmo dados obtidos por satélites e drones. O acesso a esses dados não é um mero luxo, mas uma questão de sobrevivência nos mercados, diante de um mundo com rápidas transformações", pontua o economista Richard Rytenband, CEO da Convex Research.

O Visa Ações é um modelo utilizado para que o investidor consiga identificar grandes ciclos, de alta ou de baixa, e se expor da forma correta aos mercados globais. Isso inclui um vasto repertório de estratégias, dependendo da etapa do ciclo que se encontra. 

 

 

Convex

Receba nossa Newsletter